domingo, 15 de março de 2009

AMIGO XAVIER...

AQUI ESTÁ O XAVIER
POUSANDO PARA O RUI
FOI ELE QUE ME PEDIU
PARA PUBLICAR A FOTO PARA O SEU AMADO

5 comentários:

REBECA disse...

De ahora en adelante voy a callar
voy a callar el amor que siento por ti mi cielito R
porque problemas puede causar
si digo al mundo que estoy enamorada de ti

Te amaré en secreto
te veré en mis sueños
guardaré lo que siento
y no conocerán mis sentimientos

Pero tu bien sabes lo que siento dentro
y nunca lo dudes si ves que no lo expreso
tu conoces mi corazón
y sabes que por ti arde de pasión.

Mientras el mundo no se entere
yo tendré nuestro amor escondido
y si nadie nos comprende
no importa porque te amaré hasta el infinito

Podran juzgarnos
al creer que no nos amamos
pero no me importa lo que digan de nosotros
yo se que el amor que nos juramos
es mas fuerte que el de muchos otros...

Rebeca.

Zeca Diabo disse...

Naquele trilho secreto,
Com palavra santo e senha.
Eu fui língua e tu dialecto.
Eu fui lume, tu foste lenha.

Fomos guerras e alianças,
Tratados de paz e passangas.
Fomos sardas, pele e tranças,
Popeline, seda e ganga.

Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido

Dessa vez tu não cumpriste,
E faltaste ao prometido.
Eu fiquei sentido e triste.
Olha que isso não se faz.
Disseste se eu fosse audaz,
Tu tiravas o vestido,
E o prometido é devido.

Rompi eu as minhas calças.
Esfolei mãos e joelhos.
E tu reduziste o acordo,
A um montão de cacos velhos.

Eu que vinha de tão longe,
Do outro lado da rua.
Fazia o que tu quizesses,
Só para te poder ver nua..

Quero já os almanaques.
Do Fantasma e do Patinhas,
Os Falcões e os Mandrakes.
Tão cedo não terás novas minhas.
ZECA DIABO.

XAVIER disse...

delícia do teu corpo meu Gatinho Rui!!


Agora eu sei porque tanto busco o teu corpo
Agora entendo porque o meu corpo grita e anseia tanto pelo teu corpo.
É que o teu corpo tem o cheiro do desejo,
O gosto do pecado que vicia,
A malícia que desperta a sexualidade adormecida
O fogo da paixão ardente
O prazer que só ele me propicia.

Agora sei que não mais vivo sem o teu corpo,
Assim como sei que o colibri não vive sem o néctar da flor
Depois que senti do teu gosto
Não consigo me desprender desse torpor.

Teu corpo tem o frescor das manhãs,
O calor dos vulcões,
A inocência de uma criança,
O gosto irresistível das maçãs.
""XAVIER""

Sergio disse...

Foda-se romeu o Xavier se me aparecesse nu em qualquer lado eu pensava que era assombração caralho que coisa feia é mesmo um panasca gaita

Romeu disse...

Sergio,este Xavier e Gay,so quer panascas,e agora nao ve o amante aqui esta de pau mole rsrsrs