domingo, 26 de abril de 2009

# FELINA #


Vem ter comigo loba felina...


Recolhe as tuas aguçadas garras


Para ti, não é necessário


Chicote, nem amarras.


Quero-te dócil e afável


E que não fiques indiferente,


Que sejas acolhedora


Ao meu fálico presente,


Vou servir-te sem me deter


De modo a saciar esse felino desejo carnal


Possuir-te, beijar-te, amar-te…


Com o ímpeto de um adolescente animal


É assim, minha dócil loba,


Que eu te quero subjugar


Com este meu corpo


E esta boca te vou domar.


Podes afiar as garras,


E arranhar-me quando tiveres intenção


Que eu não irei gemer de dor.


Gritarei… de êxtase, prazer e excitação.


Descansa teu ébrio corpo, no íntimo do meu.


Deita a cabeça zonza de amor,


no meu peito com cheiro a jasmim


A respiração ruidosa, ofegante e bravia,


Enfraquece após o laudo repasto e frenesim…


Quero-te… desejo o teu corpo de mulher loba


Os teus repetidos aulidos estremecem-me


o âmago de ardente desejo


Adoro devorar a tua porção animal


Mas ambiciono ter-te e domar-te


apenas com um simples beijo

7 comentários:

Joana. disse...

Meus amores
entrego meu corpo

à tua vontade.

Meu prazer ao teu desejo.

Meu sonho

sem cor preencho,

com a cor do teu .

( Acordo teu )

Sorrio

na inutilidade do impossivel....!

Princesa disse...

Meu amor lindo
como eu te amo
tu sabes bem o quanto te desejo...
Toma-me em teus braços e possuí-me..
Agarra meu corpo e percorre-o com a tua lingua até me deixares exausta
Saceia a minha fome do teu corpo..usa e abusa do desejo que nutro por ti..
E no fim
Deixa-me vazia
E
Cheia de Ti!!

Zeca Diabo disse...

Por uma cona assim eu perco o tino
e tudo o mais desamo que não faça
como rata em soneto de Aretino:
a um caralho dar frequente caça

porque essa cona tem da melhor raça
a traça que se diz «donaire fino»
se rosto fora ela e não conaça
onde o tesão divino toca o sino

com uma cona assim aquel' menino
Cupido troca as setas pela maça
martela meus colhões num desatino
que do Rossio ecoa até à Graça

ela é a melhor rata que dá caça
a este meu javardo de inquilino

REBECA disse...

Sergio
Estaré en tus noches tristes,
en el susrro del viento
por las tardes,
cuando creas que la noche ha
llegado y todo
oscuro para ti,
estaré en una estrella,
alumbrado tu
destino,
para que puedas seguir tu
camino,
clamaré a dios para que
seas feliz,
aúnque no sea a mi
lado,
y cuando al final
hayas encontrado con
quien conpartir tu
vida,
me retiraré en forma silenciosa
y cuando de vez en
cuando quieras
recordarme,
alli estaré yo esperandote,
solo tendras que mirar
las estrellas y
y llamarme..

Romeu disse...

Brincando de amor hummmmmmmmmmm...

Ah, desejo indecente
Que invade minha mente
Me enlouquece de prazer
Fecho os olhos a sonhar
E te sinto a me tocar
Fazendo o corpo estremecer,
Sua boca castigando
Pelo meu ser deslizando
Fazendo a pele queimando
Não sei como segurar
Mas eu me quero entregar
A esse desejo vulgar,
Sei que é loucura
Mas não há cura
Para essa louca paixão
O que quero é te amar
E sem medo me entregar
De corpo alma e coração
Até quando vai durar
Esse jogo sedutor
Até quando vamos ficar
Brincando de amor!
Te amo gatinha Princesa.
Romeu.

Sergio disse...

Tu meu cabrão andavas a dizer que não querias nada com a princesa afinal ainda queres mas já viate que o Anjo anda aí não tem comentários nele mas eu vou estar atento ele anda ou sempre andou nós não levamos nada, e as espanholas se foram olha do Rui me livrei agora ataco a Joana e a princesa com alguma me safo

Romeu disse...

Sergio meu cabrão de merda que pensas tu da minha princesa não levas nada eu te parto os chavelhos desaparece olhem-me este que se fazia amigo e agora é isto
vai-te lixar