sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Noite fria...


Hoje a noite está fria, e hoje eu só queria ter mãos, que viessem devagar,
percorressem o corpo em uma massagem lenta, quente e sensual...
Em noites assim, em que sei que o frio está lá fora, e o corpo aqui tão quente...
Em noites assim, que desejo o sexo desvairado e louco nos lençois...
Que se deseja tanto um corpo colado ao nosso, suados...em beijos e toques que arrepiam a pele,
e que a fazem ecoar gritos no silencio da noite....
E esta cama...tão vazia. Este silêncio sem vozes nem sorrisos.
E eu aqui tão imensa, tão vazia.
Tão sem a outra parte, a que faz despertar este desejo que me consome nas noites frias, como esta.
A parte devassa da alma que corroí o corpo quando se deseja apenas outro corpo em nós...

3 comentários:

Princesa disse...

Meu anjo
meu amor
Consome minha pele,
Preciso do teu cheiro.
Isso não é um apelo,
Vivo cheia de desejos.
Ao teu olhar entrego-me.
As tuas mãos dominam-me.
Sou prisioneira de ti
Dentro de mim.
Tu és o dono da minha vida!
Te amo

SILVIA disse...

Bendito amor, el que nos mantiene vivos. Hermosos tus versos. Mil besitos!!!

1manview disse...

Você é o calor da minha alma ... Palavras fabuloso